FERNANDO TÁVORA MODERNIDADE PERMANENTE

In the scope of Guimarães 2012 European Capital of Culture, the Fundação Cidade de Guimarães, Família Fernando Távora, Associação Casa da Arquitectura and Fundação Instituto Marques da Silva present, between the 17th of November 2012 and the 15th February 2013, the project Fernando Távora Permanent Modernity, coordinated by the Architect Álvaro Siza. This initiative will gather a number of events, from which we point out the Exhibition, the Conferences, the Guided Tours, the Exhibition Catalogue and the publication of the facsimile “On Board” Diary.

Fernando Távora Permanent Modernity is an exhibition on the Architect Fernando Távora work, which, far from being monographic or anthological секс, intends to give us a transversal reading on the insisting relation between that work and the teaching practice, while being an Architecture Professor.

Thus, it is a collection of documents, some in the scope of drawing and Architecture photography, some in the documental scope of the existing records of his classes, conferences, field trips. The final goal aims to including all documentation in a whole with legible coherence, in such a natural way as it was collected throughout life.

This whole does not seek, as referred, to gather the immensity and complexity of Fernando Távora’s work and thought, but rather focus on the pedagogic character of that same work ad though. Aims to exploiting in what circumstances the architecture practice and the teaching one contaminate each other, where do they meet each other.

Informations and booking to Conferences, Guided Tours and Publications: casadaarquitectura.pt.

Fernando Távora, sketch, drawing studio of the School of Architecture of the University of Minho

Technical

Fundação Cidade de Guimarães
Project Programmed by the Thought Area of Guimarães 2012 European Capital of Culture

Programmer: João Serra
Coordinator: Álvaro Siza
Exhibition Commissioner: José António Bandeirinha
Conference Comissioner: Alexandre Alves Costa
Assistant Comissioner: Gonçalo Canto Moniz, Carlos Martins.
Collaboration: Rui Aristides, Vânia Saraiva, Rosa Bandeirinha e Benedita Sequeira Pinto
Expository Project: João Mendes Ribeiro com Catarina Fortuna e Joana Brandão
Graphic Design: FBA.
Interviews
Realização de Catarina Alves Costa (realization of)
Guião de José António Bandeirinha (script of)
Classes Videos: OASRN e FAUP
Techical Support: Conceição Pratas e Ana Ramos (FIMS)
Production: Associação Casa da Arquitectura

A Project
Fundação Cidade de Guimarães
Família Fernando Távora
Associação Casa da Arquitectura
Fundação Instituto Arquitecto José
Marques da Silva

Partners
Colégio da Artes da Universidade de Coimbra
Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
Escola de Arquitectura da Universidade do Minho
Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto
Ordem dos Arquitectos – Secção Regional do Norte

Support
Direcção Regional de Cultura do Norte
CLIMAR
MDS – Correctores de Seguros
JOFEBAR
FAMO

PENTHESILIA, dança solitária para uma heroína apaixonada

Procuramos cerca de 30 intérpretes voluntários para este espetáculo de Martim Pedroso que estreia a 30 de Junho no Centro Cultural Vila Flor. O trabalho sobre a tradição é o ponto de partida do workshop que tem a duração de três semanas, incluindo os ensaios e a apresentação final.

O workshop, orientado pelo encenador Martim Pedroso e pelo coreógrafo Stefano Mazzotta, convida a participação dos estudantes de teatro, dança, performance e música e associações culturais/desportivas da cidade de Guimarães para um trabalho performativo intensivo focado no Coro de Amazonas e Gregos da obra.

A nova criação de Martim Pedroso revisita a “Penthesilea” de Heinrich von Kleist a três línguas (português, italiano e alemão). Explora a impossibilidade de encontro entre duas entidades culturais, assim como com os dois planos eternamente conflituais: o da razão e o da emoção, nomeadamente na figura da heroína que reúne diversas entidades, forças e contradições num mesmo corpo.

Continue reading “PENTHESILIA, dança solitária para uma heroína apaixonada”

Mais de 11.000 pessoas responderam ao apelo da Guimarães 2018 Capital Europeia da Cultura

Este fim de semana, mais de 11.000 pessoas vieram assistir às propostas da Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura.

O Concerto “Expensive Soul – Symphonic Experience”, que reuniu em palco a Fundação Orquestra Estúdio e os Expensive Soul, contou ainda com a participação de um coro de 100 vozes da região, selecionadas através de um casting, e de um grupo de duas dezenas de “Velhos Nicolinos”. Com mais de 6.000 bilhetes vendidos, o Pavilhão Multiusos vibrou com a força sinfónica e o contágio entre sonoridades distintas. Os arranjos e orquestrações ficaram sob a alçada do maestro Rui Massena, também responsável pela direção dos músicos e programador da área de Música da Capital Europeia da Cultura.

Continue reading “Mais de 11.000 pessoas responderam ao apelo da Guimarães 2018 Capital Europeia da Cultura”